Almira

Fala rapeize!!

Hoje sai um dos cartões mais esperados por nós. Almira é uma personagem muito querida e queremos desenvolver mais a história dela, o texto abaixo é uma introdução de tudo que sonhamos para ela.

image

 

Forte e com alta autoestima, Almira encantava a todos com sua graça e perseverança, visto que desde cedo havia aprendido a se superar diante do albinismo.

Durante a infância vivia evitando os raios do sol, pulando de sombra em sombra, projetadas pelas árvores do sítio da família, sua mãe – Dona Zefa, apesar de camareira e mãe solteira de 4 crianças, amontoava a menina de atividades caseiras, tanto por necessidade como ocupar a mente da filha. Zefa, trabalhava durante o dia e estudava durante a noite para ofertar uma vida digna para os filhos.

image

(Conceito inicial da personagem)

Quando moça, bastante vaidosa e sagaz, passou a circular no povoado frequentemente durante a noite, para recompensar o confinamento durante o dia. Aos 20 anos, depois da morte da mãe e separação dos irmãos, já se encontrava meia ranzinza por causa do infeliz fardo que carregava, forçada a ficar longe de quem ama e evitar possíveis amores.

Hoje, com a perda do sítio para a seca e debandada do povo de Uauá, mudou-se para perto do rio devido a grande quantidade de mandacaru e ervas, grande o suficiente para conseguir armazenar para uma viagem longa, pois no fundo o que ela quer é reencontrar as pessoas que ama.


 

Este é mais um dos textos que preparamos para apresentar o universo Árida.

Então, o que achou da nossa introdução para Almira? Entre no nosso Discord para discutir, estamos abertos a opiniões e sugestões ❤🌵

 

image
image
image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *